Fogos de artifício, 5 dicas fáceis, para passar bem o Reveillon!!

Alguns cães não têm nenhum problema com a visão e o som de fogos de artifício – cães de caça, por exemplo, se acostumam com os sons dos tiros, assim também são os cães de guarda. A maioria dos cães, no entanto, não são utilizados para estas coisas, e quando se aproxima o final do ano, os proprietários ficam apreensivos e na hora H, apreensivos ficam os cães.

Inclusive, nessas datas, muitos cães fogem, muitos cães ficam doentes e o stress vai a 100%, em alguns indivíduos (cães).

A fuga, é natural.. é o instinto de sobrevivência falando mais alto. Nós só sabemos o que são Fogos de Artifício, quando estamos no mundo humano, no mundo canino, isso nunca iria existir, né?
Lembre-se, para o seu cão, a experiência de fogos de artifício é diferente de outros ruídos altos naturais, como um trovão. Fogos de artifício são mais perto do chão, mais vibrantes e são acompanhados por boom súbitos, flashes, chiados e cheiros ardentes, ah sim, nós sentimos o cheiro da pólvora em alguns casos e muito mais forte do que você.
Nós, cães, experimentamos o mundo através de nossos sentidos – nariz, olhos, ouvidos. E alguns desses sentidos, em muito maior grau do que você, ser humano, pode imaginar.

Vou passar algumas dicas, para você, dono de cão, ajudar seus cães no final de ano. Dicas fáceis para fazerem no dia e outras dicas que vocês deveriam levar em conta e fazer durante o ano.

1. Preparação

Providencie para que o seu cão fique em um lugar onde não haverá fogos de artifício, de forma tão estrondosa… Existem canis ou hotéis especializados, com ambientes com paredes forradas, para que o som de fora não incomode os cães e os latidos não incomodem a vizinhança.

 

2. Alojamento

Se você não pode levar o seu cão para um lugar desse, então providencie um local, dentro de casa, onde ele possa ficar tranquilo, aconchegado. Se você vai estar na rua, antes, leve-o para fazer suas necessidades. Que seja um ambiente, onde ele não tenha objetos que possam machuca-lo. Como é quente, nessa época do ano, ligue o ventilador ou o ar condicionado, este ultimo, ajuda a diminuir o barulho externo, as vezes. Bastante água fresca.. e pronto.. já ajuda bastante.

 

3. Aclimatação

A melhor maneira de preparar o seu cão para fogos de artifício é ter certeza de que ele ficará confortável com esse som. “Como?????” você vai me perguntar. Pois é, existem treinamentos que podem ser feitos, com antecedência, durante algumas semanas, ou mesmo meses (depende do caso) para que seu cão acostume-se com esses sons (150 minutos de áudio de trovões e fogos de artifício)  e não faça nenhuma coisa absurda, como fugir, se machucar ou tremer feito uma vara fina.

Embora este seja um processo simples, ele pode levar algum tempo – é sempre a constância do treinamento que fará com que o resultado seja 100%. Esse tipo de treino irá condicioná-lo por associação. Sons, associado a brincadeiras, comida.. ah, um bom adestrador pode te explicar isso.. Aqui no RJ temos vários. Mas eu recomendo as “meninas”. Moni e Carla, do Canil Monijil.

 

4. A Medicação

Existem cães que as vezes chegam ao extremo e se faz necessário medica-los. Neste caso, consulte o veterinário de sua confiança. Só o veterinário poderá te dizer qual o medicamento melhor para cada situação e o horário correto para aplicar. Não pense que você ou qualquer vizinho é expert em remédios, para resolver isso. Qualquer medicamento aplicado de forma errada, pode levar o animal, inclusive a óbito. Então, antes da data, procure o veterinário (eu falei veterinário e não dono de pet shop, ok?) para que ele possa te orientar.

Existem pessoas, que durante o ano inteiro, usam Florais, para amenizar alguns comportamentos. Isso associado ao treino, que deverá ser feito em algum período, tem mostrado alguns resultados ótimos.

5. Comunicação

Se você for ficar ao lado de seu cão, a melhor solução é arrumar uma distração para ele nesse horário. Brinque com ele como se não tivesse nenhum som lá fora, mesmo que você more em Copacabana e a queima leve 20min para terminar. Brique, finja que não está acontecendo nada, mas evite palavras como: Ah, coitadinho, tá com medo!! Nós cães, sentimos que esse tipo de palavra é só um estímulo e que o nosso comportamento, no caso, negativo (medo) está correto, pq nessa hora, você nos faz carinho (prêmio por bom comportamento) e nos pega no colo. Então, por favor, se você quer resolver esse problema, procure não ter essas atitudes.

Em todos os casos acima, gastar a energia do seu cão , antes de iniciar os a queima dos fogos de artifício, levando-o para uma longa caminhada, para cansá-la e colocá-lo em um estado de calma, vai facilitar muito o seu trabalho.

A dica MAIS  importante (Bônus)

Não pense que seu cão é seu filho ou um pequeno humano, trate-o como cão e eu não quero dizer com isso que é para maltratar (algumas pessoas acham que tratar um cão como cão é sinônimo de maltrato… cães são cães.. não são humanos.. já falei isso em outro post). Não sinta culpa, por tratar seu cão (corretamente) como cão, ele PRECISA disso.

Se você está sendo um bom líder, protegendo sua matilha, ele ou eles se sentirão mais seguros e vão ser gratos a você por ter feito dessa experiência (fogos), algo menos estressante!

Feliz Ano Novo!

Post Patrocinado pelo:

logopq

 

8 thoughts on “Fogos de artifício, 5 dicas fáceis, para passar bem o Reveillon!!

  1. Eu fico agoniada de ver o sofrimento dos cães nessas épocas de festas, em que ficam soltando esses fogos de artifícios ou essas porcaria de bombinhas.
    Graças a Deus que as minhas 2 cadelas não ficam mais tão estressadas como antes, mas ainda sofrem um pouco de tensão.
    mas fico pensando nos cães que não tem donos e moram na rua, imagino o quanto devem sofrer com medo e desamparados.
    Parabéns pelas ótimas dicas, que são importantes para ajudar nesses momentos tão delicados.
    Bjinhos,
    http://www.prosaamiga.com.br

  2. Não só nessa época Li.. eu acredito que se fizerem prevenção.. cuidando durante o ano.. nas festas o cão poderá até sentar a mesa (minha dona vai me matar, rsrsrsrs), sem nem ligar para os fogos.. rs

  3. Adorei as dicas,super validas
    tive um cachorro que nessa época de festas ele ficou bem doente e
    levei no veterinario e ele ficou internado passamos o natal lá com ele e o motivo era fogos.
    então tudo que falou é bem serio as pessoas tem que ter mais amor pelos seus bichinhos e cuidar deles nessa época.
    adorei o blog,bjss

  4. Muito origada por esse post ! Meu cachorro fica louco com fogos, ele fica querendo ir atrás, como se fosse pegar quem está soltando. Às vezes caem chamas aqui no quintal e a gente morre de medo e ele nunca quer entrar (no final ele entra, mas é um sacrifício).
    Vmos prepará-lo desde antes para que sua atenção seja conduzida para outra coisa durante a queima..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *